terça-feira, 6 de março de 2012

Dia da mulher diferente em São Paulo

Ponte será o cenário para os pedidos de paz e igualdade de gênero                              

Por: Liliane Pólvora
Nesta quinta-feira, 8 de março, é celebrado o Dia Internacional da Mulher, e ativistas da organização Join me on the Bridge vão se reunir em pontes ao redor do mundo para celebrar a data, incluindo São Paulo, que pela primeira vez participa do movimento.


O primeiro  “Junte-se a mim na ponte” em São Paulo será realizado na ponte da Avenida Dr. Arnaldo sobre Avenida Sumaré, das 19 às 20 horas, organizado por Luci Willians, membro da organização Join me on the Bridge. Ao redor do mundo pontes importantes como a Golden Gate em San Francisco, a Brooklyn em Nova Iorque e a Millennium em Londres sediarão o evento. 

O movimento surgiu em 2010, quando mulheres do Congo e de Ruanda se reuniram na ponte que liga os dois países mostrando que elas poderiam construir pontes de paz e esperança para o futuro. Essa ação desencadeou um movimento global e, no ano passado, 75 mil pessoas se reuniram em mais de 460 pontes em 70 países e seis continentes.

Desde então, o Join me on the Bridge se tornou símbolo na luta pela paz e igualdade da mulher no mundo. Neste dia, milhares de pessoas vão mostrar que estão solidárias com mulheres do Afeganistão, Iraque, Congo, Ruanda, Sudão do Sul e outros países devastados pela guerra. 

No site da organização, Luci Williams convida homens e mulheres a se juntarem a causa na ponte da Avenida Dr. Arnaldo no dia internacional da mulher. “Participando desse movimento estamos mostrando para as mulheres que estamos do lado delas e que apoiamos os seus pedidos de paz e igualdade no mundo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário